Subscreva

Cum sociis natoque penatibus et magnis
[contact-form-7 id="1210" html_class="cf7_custom_style_1"]

Subscribe elementum semper nisi. Aenean vulputate eleifend tellus. Aenean leo ligula, porttitor eu, consequat vitae eleifend ac, enim. Aenean vulputate eleifend tellus.

[contact-form-7 id="984" html_class="cf7_custom_style_1"]

o fred foi para a cozinha #6 – Kumpir

O meu último semestre de faculdade foi passado em Istambul, foram 6 meses que moldaram e transformaram na pessoa que sou hoje. Desde essa altura que ainda não voltei à Turquia e confesso-vos que as saudades apertam. As pessoas, as ruas, os cheiros, as cores e os sabores. De vez em quando, tento recriar algumas das coisas que comi por lá, mas sem grande sucesso porque não consigo encontrar todos os ingredientes. Desta vez decidi tentar fazer kumpir e confesso-vos que me senti nas ruas daquela cidade que me é tão querida.

Esta uma das muitas opções de comida de rua na Turquia e conseguem-na encontrar tão facilmente como um Kebap. Kumpir é basicamente uma batata assada, que é aberta, transformada em puré e onde conseguem misturar vários ingredientes diferentes, quase como um bar de salada, onde escolhem os vossos ingredientes favoritos. Lembro-me nas primeiras semanas achar muito estranho ver pessoas com uma batata na mão a passear pela rua. Depois de muito estranhar, acabei por entranhar e tornei-me fã.

Nesta minha versão, substituí a batata normal por batata doce e criei um molho diferente das opções que conseguem encontrar por lá (iogurte, alho, ketchup e maionese) e escolhi os ingredientes que mais gosto para o recheio.

Para esta receita vão precisar de:
– 1 Batata Doce grande
– 50 gr de Couscous
– 1 tomate pequeno cortado aos cubos
– 1 pimento amarelo cortado aos cubos
– 2 colheres de azeitonas às rodelas
– 2 colheres de Pasta de tomate
– 1/2 iogurte natural
– 2 dentes de alho
– 1 colher de mateiga
– 2 colheres de queijo ralado (eu usei de cabra curado)
– Coentros frescos picados
– Sal e Pimenta
– Azeite
– 1 colher de Açafrão em pó
– 1 colher de Caril em pó
– 1 colher de Pimentão vermelho

1. Lavem bem a batata doce, façam-lhe furos profundos com um garfo, vertam um fio de azeite sobre a mesma, embrulhem-na em prata e levem-na ao forno por 45-60 minutos a 200ºC. Quando conseguirem espetar um garfo sem dificuldade, está pronto.
2. Aqueçam 50ml de água, misturem-lhe o couscous e esperem que à agua desapareça por completo. Misturem-no com o tomate, pimento, azeitonas, a pasta de tomate, o queijo, coentros, pimentão e sal e pimenta q.b. Mexam bem, para que os ingredientes se envolvam todos.
3. Cortem a batata ao meio mas não totalmente, a base tem de estar fechada para segurar todos os ingredientes. Com um garfo, desfaçam o interior da batata e misturem-no com a manteiga. Depois de dissolver a manteiga com o interior da batata, adicionem os ingredientes que misturaram no passo 2 e envolvam-nos na batata.
4. Para o molho, misturem o iogurte com os coentros picados, os alhos picados, caril e açafrão. Mexam tudo muito bem e reguem a vossa batata.
Este não é o prato mais bonito mas vos garanto que é regalo para a alma, a melhor maneira de o descrever é chamar-lhe comfort food.

E vocês, alguma vez comeram kumpir? Se experimentarem a receita, digam-me como correu e mostrem-me no instagram (@fredaagomes). 

Beijinhos e abraços,
Fred

Comments

Leave a comment

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.