Londres, para mim, é começar o dia sem saber onde o vou acabar. No mês passado, consegui fugir durante 4 dias, visitar amigos e passear pelas ruas da capital Inglesa. Na mala levei 3 mudas de roupa, uma camara analógica e 3 rolos.

Antes mesmo de fazer a mala já sabia que iriam ser 4 dias muito intensos. Fui visitar amigos que não via há muito tempo, queria ver muita coisa mas queria aproveitar o momento. Não queremos todos quando viajamos?

Aproveitei esta viagem para fazer uma experiência que nunca tinha feito antes, levar apenas uma câmara analógica. Geralmente levo a digital e a analógica. Entre, a digital, a analógica e o iphone, não fazia mais nada se não passar as viagens atrás de uma objectiva. Posso dizer-vos que depois desta viagem tudo vai mudar, não vão haver mais câmaras digitais em viagem. 
Optei por levar apenas 3 rolos de 36 fotografias, ou seja, 108 fotografias para 4 dias de passeio intenso. Em digital, 108 fotos seria o equivalente a 3 horas de passeio :p
Agora vocês perguntam-me: se tens menos fotos, não consegues ver os resultados imediatamente e corres o risco de queimar o rolo e perder as fotos. Quais são as vantagens, Fred?
A primeira grande vantagem é que consigo aproveitar muito melhor o tempo e saborear tudo o que tenho à minha volta. Como são poucas fotografias, cada uma tem um gosto especial, está associada a um momento que quis guardar na memória. Também fico muito mais atento na rua, vejo tudo com outros olhos e penso se será assim tão importante registar o London Eye, se não compensa levar um postal ao invés de gastar uma foto. 
O facto de não conseguir ver o resultado imediatamente, faz com que me sinta muito mais relaxado. É tirar a foto, cruzar os dedos e esperar que esteja tudo bem… Se não estiver, paciência, não há nada a fazer. É uma liberdade diferente. Por fim, nada sabe melhor do que revelar um rolo e rever a viagem toda, fotograma a fotograma.
E os vossos rituais de viagem, como são? Fotografam muito, não fotografam nada? Usam o telemóvel ou uma máquina descartável? 🙂 Contem-me tudo.
Beijinhos e abraços,

Fred

37 respostas

  1. Eu fotografo muuuuuuuuuuuito (se calhar demais, mesmo!), mas conto com o meu companheiro de viagem para ficar com umas recordações analógicas (de que gosto muito). Por falar nisso, podes dizer-me a máquina que usas? É que achei as fotos maravilhosas! *

  2. O que me acontecia com a máquina analógica era estar meses para revelar os rolos. Ao fim de seis meses, ir ao fotógrafo (outra coisa que deixou de haver) era uma verdadeira surpresa!! Mas não sei se consigo voltar ao analógico – perder fotografias de sitios que me dizem algo ia ser muito doloroso! (além de que a minha máquina analógica pesa toneladas!)

  3. Em viagens também prefiro o digital e cada vez mais o iphone pela qualidade e comodidade que proporciona. Mas o analógico proporciona o olho mais atento, uma capacidade de escolha mais apurada e um desfrutar de viagem mais saboroso, nisso concordo contigo Fred. E claro a sensação de quando vamos revelar o rolo é óptima!
    Fiz uma experiência desse género o ano passado e ainda não revelei o rolo… tenho que o fazer entretanto… As tuas fotos estão o máximo.

    http://checkout-fashion.blogspot.com/

  4. Estou a pensar adquirir uma máquina analógica. Quais recomenda? A Diana F+ é uma boa escolha? Que cuidados deverei ter?

    Ah e as suas fotos estão maravilhosas, parabéns!!

  5. Gosto tanto de apenas levar as analógicas 🙂 aquela sensação de revelar é tão boa, porque já nem me recordo ao que tirei fotografias!! 🙂

    e estas fotografias estão amazing 🙂

  6. Fotografias lindas e que excelente ideia! A ver se me aventuro nisso..mas acho que morria de pânico de ficar sem as fotografias. Eu ando sempre com a digital e tiro MONTES, mas mesmo MONTES de fotografias, um verdadeiro abuso e sem dúvida que sinto que perco imenso tempo com a máquina, uma analógica iria reduzir esse problema, sem dúvida *

  7. Que partilha deliciosa! Só me faz suspirar (ainda mais) pela minha ida a Londres este ano. Ainda falta, mas mal posso esperar! Entretanto herdei umas quantas máquinas antigas do tio e uns rolos, e o bichinho de fotografar em analógico surgiu assim de repente, embora ainda não me tenha aventurado, este post só me deixa a vontade imensa de sair amanhã com a analógica em punho!

    Maravilhosas fotografias, Fred! #cadavezmaisapaixonadapeloteutrabalho

    Uma boa páscoa para vocês!

    Um beijinho, Sara ♥
    Little Tiny Pieces of Me

  8. Adoro as tuas fotografias 🙂 eu registo alguns momentos das minhas viagens sempre que posso, mas as cameras que tenho nao me motivam o suficiente para me despertar esse interesse. Ainda, mas prevejo um dia uma mudanca nesta atitude 🙂 Beijinho ! xx

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.