Temos pensado um bocadinho nas coisas que fazíamos há uns anos atrás, e em como elas mudaram. O tempo para perdíamos a fazer determinadas coisas, coisas essas que foram sendo esquecidas, ou então que passaram só a ser feitas noutras plataformas. 
Sim, ainda no seguimento do post de ontem, existe toda uma série de redes sociais que gritam por atenção, e torna-se difícil mantermo-nos fiéis a certas coisas. 
Hoje, recordamos o tempo em que nos inspirávamos em fotografia e seguíamos pessoas no Flickr, onde não havia um turbilhão de likes e comentários e feeds de notícias a actualizar ao segundo.

Neste tempo, há pelo menos uns 10 anos atrás, poucas pessoas produziam imagens. Estas coisas bonitas que íamos encontrando faziam-nos viajar, lembrar de músicas ou de alguém especial. Era comum encontrar blogs de palavras escritas, onde as fotografias vinham de contas bonitas assim, devidamente identificadas claro. Mesmo nós chegámos a ter um blog destes, em jeito de diário pessoal e gráfico.

Temos sentido que as nossas manhãs são muito mais produtivas do que as tardes, mas a verdade é que a forma como as começamos pode arruinar esta energia que sentimos mal acordamos. É por isto que temos preferido visitar sítios calmos, os cantinhos da internet onde ainda não há muita gente e onde ainda nos podemos ouvir, a nós e às nossas coisas. 
Estas fotografias são algumas das que encontrámos numa destas manhãs. Achamos que os passos certos, numa manhã, podem determinar se o dia vai ser bom ou não, e achamos que para isso temos de escolher a dedo os sítios que visitamos e onde começamos os nossos dias. 
E vocês? Por onde costumam andar, logo pela manhã?


5 respostas

  1. Eu sou como vocês e começo pelo flickr ou pelo tumblr, locais onde não existam notificações que me distraiam e depois, (in)felizmente sigo para as notícias pelo mundo fora porque o dia tem de começar eventualmente 😉

  2. Antes começava sempre as manhãs com o Pinterest, fui substituindo pelo instagram… Mas agora prefiro videos… durante a semana tenho optado pelo Vimeo! Ando virada para aí agora!

  3. As minhas contas do Instagram estão por temas e sou muito disciplinada no que diz respeito a quem sigo. Assim, quando ligo de manhã, sei que serão somente imagens que me inspiram.

  4. Ah, ps: e sigo uma dieta de baixa informação o que significa que já não me sujeito à tortura emocional diária de auto-exposição a delírios jornalísticos. A minha vida nunca foi tão positiva!

Responder a Liliana Fidalgo Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.