Os balanços estão feitos e o entusiasmo por 2016 é grande. Temos grandes planos, sonhos e vontade de tornar tudo real. É a altura de renovações de votos e energias. Vejam as nossas resoluções 😉

Fred:

Eu tenho uma tradição onde, num pedaço de papel, escrevo 12 coisas, que vou fazer de tudo para que aconteçam. Guardo a lista na carteira e não volto a olhar para ela até ao ano seguinte, onde risco o que aconteceu e os que ficaram por cumprir passam para a lista do ano seguinte. Acredito mesmo que definir coisas no papel moldam as minhas acções e a verdade é que só duas das resoluções costumam passar para o ano seguinte. O truque aqui não é desejar mas decidir e ter os pés bem assentes no chão.
Fiquem 5 das minhas 12. Bom 2016 😀

Raquel
Faço questão de comer as 12 passas e pedir desejos como se não houvesse amanhã. Confesso que sempre fui melhor a pedir desejos do que a fazer listas de resoluções para me tornar numa pessoa melhor. Com o tempo a passar e a idade a aumentar, e com um sócio que até nisto é metódico, também eu comecei a fazer listas de resoluções, sem regra e sem número, e agora posso dizer-vos que não passo sem elas e que adoro rever as listas nos anos anteriores.
Em 2013 só esperava trabalhar menos, ter férias com mais de 4 dias e sair mais de casa. Em 2014 esperava comprar menos e focar-me noutras coisas, e é bom perceber que tudo isso foi mesmo acontecendo e que fui capaz de mudar hábitos.

Não trabalho menos, mas consegui melhorar coisas para poder dedicar mais tempo aos meus, não consigo viajar muito, mas pelo menos uma viagem para fora e algumas cá dentro têm acontecido. Tenho comprado muito menos e feito muitas limpezas em casa e na minha vida.
Este ano foi mau numas coisas mas tão bom noutras que o balanço só pode ser positivo. E por isto tudo, as resoluções deste ano parecem-me mais simples, mas igualmente importantes.

Espero ler mais, é uma coisas que me faz bem e me acalma, às vezes vou ficando perdida em séries e por isso o desejo é sempre o de não esquecer a leitura e os livros bons que por aí andam.
Espero ser mais organizada no trabalho e na vida doméstica (avisos de corte, este ano não vos quero receber na caixa do correio).

Quero saborear mais o trabalho. Foi das minhas maiores conquistas, consigo viver do que gosto e adoro o meu trabalho, a pessoa que o faz comigo e que me permitiu chegar até aqui. Ele não sabe mas sou muito grata pela hora em que nos cruzámos e por ainda hoje estarmos juntos. Mas ainda assim, em muitos dos dias, e no meio da correria, encaro as coisas como tarefas difíceis (até porque algumas são mesmo) fico presa em horas de trabalho, ficheiros para entregar e às vezes não saboreio as coisas que estou a fazer.

Vou desligar mais vezes o telemóvel. Porque o estar 24horas contactável deixa-me exausta, e porque não tem de ser assim. Já tenho praticado esse exercício nas últimas semanas e tem sido muito bom.
Quero fotografar mais. No trabalho estamos sempre a fazê-lo mas as recordações cá em casa, e com os amigos, vão sendo menos. Quero fotografar mais sem compromisso, sem preocupações com o resultado final, e só porque quero registar momentos.

Fico por aqui e desculpem-me pelo texto longo.
Esperamos sinceramente que os vossos planos para o novo ano se concretizem, que ele venha recheado de coisas boas, que saibam passar por cima das menos boas e que sejam felizes, muito felizes!

3 respostas

Responder a Filtrar a quente Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.