Começar algo novo não é fácil. Sentimos sempre que nos estamos a expôr demasiado, que não estamos confortáveis, que podemos falhar, que não somos bons o suficiente ou mesmo que não vale a pena o esforço. Posso dizer-vos que já desenhámos alguns blogs para pessoas que tinham boas ideias, talento e vontade mas ainda hoje se encontram em branco. Neste post, decidimos juntar alguns motivos para deixar os medos de lado e começarem esse blog que tem estado na gaveta. Mas podem usar estes conselhos para qualquer coisa que estejam a começar, quer seja um blog, aprender uma língua ou começar a correr ao final do dia.

1. Se caírem 3 vezes quer dizer que se vão levantar 4!
Ter medo de falhar ou não ser bom o suficiente é um medo normal, mas se pensarem bem um pouco irracional e nada prático. Ninguém nasce ensinado, há um caminho que tem de ser percorrido e esse caminho implica trabalho árduo. No caso de um blog, é normal que demorem tempo a perceber quem é o vosso público, que linguagem querem ter, etc… No entanto, é com honestidade que conseguem ultrapassar isto tudo, sejam pragmáticos, perguntem aos vossos amigos o que acham, estejam prontos para receber criticas e divirtam-se muito. Garanto-vos que se tiverem uma atitude positiva e honesta, vão-se levantar de todas as vezes.

2. Se tens falta de tempo, tens de o arranjar!
Ouvimos isto em todos os workshops e lemos em muitos e-mails e comentários, “eu gostava mas não tenho tempo”. O tempo não é mais do que uma desculpa que geralmente está ligada à falta de motivação ou medo de falhar. Se encararmos o blog (ou esta coisa nova que querem começar) como parte essencial dos vossos dias, então vão ter tempo para ele. Por mais cansativo ou caótico que seja o nosso dia, encontramos sempre tempo para escovar os dentes e dormir, porque são essenciais na nossa vida, façam o mesmo com o vosso blog.

3. O futuro começa hoje, não amanhã!
“Vou começar a escrever e a tirar fotografias, é agora que vou arrancar com o blog! Amanhã já começo isto tudo.” Se dão por vocês a terem este tipo de conversas dentro da vossa cabeça, larguem tudo e comecem, agora! Se estão a ter este tipo de pensamentos é porque se sentem inspirados, é porque têm alguma coisa para dizer e, na maioria das vezes, no dia seguinte a vontade já não é a mesma. O futuro começa hoje, por isso não adiem as coisas que vos deixam felizes.

4. O pior dos cenários.
Quando estou a começar algo novo gosto sempre de pensar no pior dos cenários, para me sentir pronto para tudo, para o pior e para o melhor. A conclusão é sempre a mesma, se não estiver a ninguém em risco então o resultado é sempre bom. Conheci pessoas, aprendi lições, tirei conclusões e percebi qual o caminho que não vou voltar a tomar. Por isso, se mesmo no pior dos cenários eu ainda ganhei novas experiências, porque raio não haveria eu de começar já?

Espero ter ajudado alguém desse lado a perder o medo e começar algo que tem andando a adiar. Contem-me ali nos comentários, o que é que têm muita vontade de começar mas estão sempre a arranjar alguma desculpa para não começar?

Uma semana cheia de coisas e mudanças boas!
Fred*

9 respostas

  1. Fotografia, quero MUITO aprender mais sobre fotografia! Deveriam ler-se as tuas palavras na hora de começar para NÃO se adiar mais nada! Com esforço e dedicação, TUDO se consegue..tem sido o meu lema nos últimos tempos.

  2. Só nos damos conta do quanto estamos a perder quando realmente começamos a fazer as coisas e o retorno positivo começa a aparecer. Vale tão a pena não deixar a vontade passar. Seja para qualquer coisa nessa vida, o que importa mesmo é tentar e ser feliz. Não conheço ninguém que tenha sido feliz sem ter antes experimentado o medo 🙂

  3. Um blog de decoração e uma segunda loja online de planner printables. O problema não é tempo, falta de ideias ou medo, o meu problema é mesmo falta de concentração. Acabo por organizar todas as tarefas no papel e depois à frente do pc, puf! Faço mil coisas menos as que queria. Dicas? 🙂

  4. Epaaaaa este post vem mesmo a calhar. Já ando para começar um "estilo de blog/magazine" de histórias reais há algum tempo e só me falta o intuito de começar realmente a produzir conteúdo porque o resto está alinhado. Mas tenho medo de falhar. De não ser suficientemente bom, de não conseguir passar a mensagem que quero realmente. Falei com vocês por email há uns meses e finalmente escolhi o nome depois de muitas voltas à cabeça. A verdade é que continuo constantemente a inventar desculpas e a deixar o tempo passar. Obrigada por este pequeno, mas grande texto!! <3

    Ps: adoro o vosso trabalho *

Responder a Laryssa Andrade Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.