Um dos trabalhos que fazemos com mais frequência é o desenho de identidades gráficas, o logotipo, tanto para blogs como para marcas. Ficamos contentes quando percebemos que a maioria das pessoas já tem o cuidado de contratar um designer para este trabalho, e que é de facto cada vez mais valorizado.
Hoje toda a gente tem acesso a muitas coisas, acreditamos que já existe uma melhor cultura visual, mas esta abundância de conteúdos online faz com que as tendências tenham mais força, e isso faz com que as pessoas queiram estar sempre a acompanhá-las e a fazer mudanças só porque sim.
Hoje vamos falar um bocadinho desta questão de mudar de logotipo e nos motivos que realmente nos devem levar a fazê-lo. Este texto é uma reflexão nossa, porque gostamos de trazer para aqui as conversar que vamos tendo, e por isso sintam-se à vontade para comentar e discutir este assunto connosco.

Mudar para seguir tendências

Vamos usar como exemplo um caso prático. Todos temos Pinterest, e por isso, ainda que inconscientemente, vamos sendo bombardeados com as últimas tendências de design. Se de repente vemos vários logotipos com folhinhas, e se o nosso até tem uma lâmpada representada, vamos achar que temos de mudar. Pior, vamos ter a certeza de que não temos mais leitores, mais clientes ou mais propostas de parcerias, porque não temos as folhas no logotipo e em cada canto do blog. Isto está tudo errado.

(As pessoas que têm folhinhas fiquem descansadas, se fizer sentido está tudo bem, e nós achamos que os elementos naturais são lindos, tínhamos de usar exemplos, ok?)

As tendências existem, sim, mas tal como na roupa que vestimos, nem todas encaixam bem em nós e temos de saber o que aproveitar das tendências. O nosso logotipo deve fazer sentido e é por isso que devemos ter a ajuda de um designer, porque o nosso papel é pensar sobre vocês e a vossa marca, passar valores, características e sensações para o papel. Se abordarem um designer sem uma série de esboços numa folha, se o deixarem trabalhar e fazer aquilo que melhor sabe, se deixarem as ideias feitas lá atrás, vão acabar com um bom trabalho nas mãos.

Continuando, as tendências podem não encaixar na vossa marca, e por isso, o facto de estarem sempre a mudar não significa que vocês tenham de estar sempre a mudar de identidade. As mudanças devem ser poucas ou nenhumas, se o vosso logotipo inicial for bom e tiver sido bem desenhado. Ele é a vossa identidade, vai ser ele que vai permitir que os vossos leitores vos reconheçam, a vossa marca deve evoluir com ele, e por isso as alterações não podem ser feitas sempre que vocês acharem que o negócio não está a funcionar. Se não estiver mesmo o problema será outro, na maior parte das vezes, é mesmo outro e tem que ver com outras questões.
Relativamente às tendências, vocês podem divertir-se na mesma com elas, usando as referências em fotografias, produtos novos ou outros suportes que alimentem a vossa marca.

Mudar para Redesenhar o logotipo e aperfeiçoar a imagem

Esta mudança é daquelas que mais gostamos e muitas vezes encontramos clientes que com a imagem que já têm, poderiam dar um salto enorme se a aprimorassem. É este o processo que as grandes marcas vão sofrendo ao longo dos anos. Umas vezes a mudança pode ser quase difícil de observar, outras vezes o salto é maior. Pode mudar-se apenas a tipografia, pode redesenhar-se um elemento gráfico, as possibilidades são muitas e o importante aqui é alterar o desenho para melhor, não perdendo o que ele tinha na sua origem e que identificava a marca.

 

Mudar para a marca seguir outro caminho

Por fim falamos de facto daqueles que sentem, a certo ponto, necessidade de mudar completamente o logotipo, como foi o nosso caso. O que aconteceu connosco é um bom exemplo para vos falar disto da mudança de identidade gráfica. O nosso logotipo tinha 5 anos, o que não é muito tempo para uma marca, mas foi desenhado numa altura em que o We Blog You não era o que é hoje. O projecto era o de fazer workshops e sermos por isso uma marca focada na formação. Hoje, depois de 5 anos de trabalho e experiências, nós não nos conseguimos encaixar só ali, crescemos muito, e a variedade de serviços e trabalho, que fazemos, vai muito além daquilo a que nos propusemos inicialmente. Para além disto, também crescemos em termos profissionais, e já sentíamos que o logotipo antigo era muito frágil e ingénuo.

Hoje o nosso blog está recheado de trabalho bonito que fazemos para clientes. Se virem o nosso portfólio percebem que os registos, nos trabalhos que fazemos, são muito diferentes, e por isso queríamos que a nossa identidade fosse um bocadinho mais limpa, e que assim deixasse espaço para tudo o resto que aqui vive.
Para além disso, sabemos que já temos alguns seguidores fiéis, já cá estamos há 5 anos, e por isso poderíamos simplificar a usar as iniciais do nosso nome, usando-o quase como um carimbo, o que há 5 anos atrás seria uma má ideia.

Já nos perguntaram muitas vezes se mudaríamos o nome, uma vez que agora somos um atelier de design e não trabalhamos só para bloggers, mas gostamos do nosso nome, o carinho que sentimos por ele é muito, seria uma parvoíce mudar um nome que já é tão reconhecido, e além disso nunca sentimos que ele limitasse a chegada de novos e diferentes trabalhos. Por esse motivo não está nos nossos planos deixarmos de ser We Blog You.

Concluindo, se já têm um logotipo e se passa pela vossa cabeça mudá-lo, entendam primeiro os motivos que vos levam a sentir isso. Pode ser de facto necessário, ele pode nunca ter sido bem desenhado desde o primeiro momento, e aí sim, somos os primeiros a aconselhar clientes a mudar para melhor. Se não for este o caso, se calhar o necessário pode ser mudar a página onde estão, fazer umas fotografias bonitas para a alimentar ou fazer outra coisa qualquer.

Avaliem bem a identidade que têm agora e percebam se responde às vossas necessidades. Se de facto é preciso mudar a identidade, porque o projecto mudou, porque vocês mudaram, e porque já nada faz sentido, contratem um profissional que se dedique a isso convosco. Alguém que pense a vossa marca, que faça vários estudos e testes e que adore o que faz. Esse trabalho pode durar anos e compensa se evitarem trocar de imagem todos os anos, mesmo que o custo que vos façam seja baixo.

Ah… e quando pedirem trabalho a um designer, lembrem-se que tem um custo porque do outro lado existe alguém com as mesmas contas para pagar, material de trabalho e horas em constante formação, impostos a sério para pagar (olá, Segurança Social), e que vai dedicar horas e horas a pensar no vosso trabalho e outras tantas a colocá-lo no papel 🙂

Esperamos que tenham gostado do post e esperamos pelos vossos comentários.

P.S.:  O novo blog ainda é muito recente, se repararem em problemas técnicos na hora de comentar, por exemplo, avisem-nos por favor.

 

6 respostas

  1. É verdade.
    Concordo, embora não seja designer. No entanto, no mundo da Arquitectura passa-se o mesmo, e torna-se muitas vezes difícil fazer ver ao cliente que aquilo que viu no Pinterest ou na revista de decoração não pode ser aplicado ao seu caso concreto…
    Os clientes apegam-se muito a uma imagem e depois não se conseguem abstrair, ao ponto de não compreenderem que nem sempre aquilo que querem é exequível, ou nem sempre é a melhor opção para eles…

  2. Adoro o vosso blog novo e por favor, nunca mudem o vosso nome. Já faz parte da história. Não posso deixar de vos agradecer por, tão gentilmente, aprimorarem o meu logo. Ficou delicioso. Obrigada <3

Responder a ana rangel silva Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.