Subscreva

Cum sociis natoque penatibus et magnis
[contact-form-7 id="1210" html_class="cf7_custom_style_1"]

Subscribe elementum semper nisi. Aenean vulputate eleifend tellus. Aenean leo ligula, porttitor eu, consequat vitae eleifend ac, enim. Aenean vulputate eleifend tellus.

[contact-form-7 id="984" html_class="cf7_custom_style_1"]

Tenho um negócio. Preciso de um blog ou de um site?

Uma das perguntas que mais nos fazem é se um projecto deve investir num blog ou num site. A resposta é simples mas tem algumas implicações e por isso a escolha deve ser pensada.

A primeira implicação é simplesmente saber se há tempo ou não para mantermos um blog. Se há energia e vontade de criar conteúdos, ou se isto é uma coisa que vai ficar às moscas e para isso não vale mesmo a pena ter.

Depois temos outras, como sabermos se seremos capazes de fazer imagens para o blog, se seremos capazes de escrever os textos e sentirmo-nos confortáveis em partilhá-los.

Para além destas questões, que são importantes mas que também têm sempre solução, podemos aprender ou contratar alguém para nos fazer conteúdos importantes como imagens ou vídeos, temos os verdadeiros motivos pelos quais devemos pensar em criar um blog no nosso site ou um blog apenas.

UM SITE

Um site é um sítio óptimo para colocarmos informações estáticas sobre nós e sobre o nosso trabalho. Podemos criar várias páginas para organizarmos bem a informação, e esta deve ser bem escrita e exposta. Um site permite-nos também trabalhar o SEO em cada página e é acima de tudo o nosso grande cartão de visita. Em termos de identidade é um suporte importantíssimo e por isso merece toda a nossa atenção.

UM BLOG

Um blog é o local onde nos vamos poder ligar aos nossos seguidores e potenciais clientes. É o local onde vamos partilhar mais do que informação séria e formal, porque é ali que a nossa marca vai criar laços com quem está do outro lado, vai ser pessoa e vai criar embatias (ou não).

PORQUÊ TER DOIS?

Por terem papéis diferentes, sugerimos sempre um site com uma página de blog a todas as marcas que passam por nós. Se pensarem nas duas coisas facilmente entendem que um site é uma coisa estática e que tem umas 5 páginas e num blog os conteúdos são sempre produzidos, ou seja, geram-se facilmente centenas ou milhares de artigos com o nosso nome, e em vez de 5 ou 6 páginas o nosso endereço multiplica-se muitas vezes.

Este é um factor que em termos de SEO só nos faz ganhar pontos. Imaginem duas marcas, dois cafés, um deles tem um site e outro, para além do site, tem um blog. Para os motores de busca, aquele que está sempre a alimentar o site, via blog, tem muito mais importância porque gera conteúdo, está realmente activo, tem visitas e por tudo isto assume-se que tem mais relevância e importância para o público no geral. Vai aparecer em primeiro lugar nas pesquisas.

Por mais trabalho de SEO que tenhamos no site, nunca vai ser tão eficaz como aquele que geramos ao sermos produtores de conteúdo. Este trabalho é igualmente importante nas redes sociais, e é por isso que quando pesquisamos por um restaurante aparece-nos primeiro a página de facebook e depois o site, porque também o facebook, gerando centenas de links com o nosso  nome, se torna mais importante em temos de SEO do que o nosso site.

Para além de todas estas questões práticas e calculistas, nós acreditamos mesmo que uma marca que se ligue aos seus seguidores num blog, com conteúdo interessante para quem a acompanha, a curto e a longo prazo ganha valor. Se as pessoas se ligam, na hora de decidir comprar vão decidir-se por aquelas marcas com as quais simpatizamos.

Têm perguntas?

Esperamos ter ajudado mas se não fomos claros seremos nos comentários 🙂

Leave a comment