Subscreva

Cum sociis natoque penatibus et magnis
[contact-form-7 id="1210" html_class="cf7_custom_style_1"]

Subscribe elementum semper nisi. Aenean vulputate eleifend tellus. Aenean leo ligula, porttitor eu, consequat vitae eleifend ac, enim. Aenean vulputate eleifend tellus.

[contact-form-7 id="984" html_class="cf7_custom_style_1"]

A Portuguese Makers Craft Week veio ao Porto

Na semana passada tive a oportunidade de ir ali até Serralves, participar em 3 dos workshops organizados pela Portuguese Makers que, na verdade, faziam parte de uma semana inteira de trabalho e passeio entre todos os participantes. Quem acompanha o blog sabe que fiz uma verdadeira pausa no trabalho em Abril. Agora, depois do curso de interiores terminado e das férias de verão, estou a recomeçar devagarinho (mas sobre isso falarei mais tarde) e estes dias foram assim perfeitos para este recomeço que tem tanto de bom quanto de complicado.

Mas vamos voltar ao que interessa neste post, a Portuguese Makers Craft Week! Estes Workshops, que foram 4 no total, aconteciam das 10h às 18h e foram uma verdadeira ensaboadela de criatividade e energia. Cada dia foi organizado à volta de uma marca Portuguesa, como por exemplo a Claus Porto, a Viarco ou a Vista Alegre. Depois de nos ser apresentada a empresa, tendo sempre em conta os aspectos criativos e a estratégia da marca, era-nos proposto o desafio para o workshop, onde toda a gente pôs a mão na massa e criou objectos.

Os desafios foram vários mas o meu favorito foi mesmo o Workshop com a Claus Porto e a orientação da Joana Astolfi. O objectivo foi o de criar um sabonete e a respectiva embalagem, tendo como ponto de partida um objecto que escolhíamos logo no início. Aliás, podem ver ali em cima o meu sabonete em forma de ovo cozido, que surgiu a partir do ganso, e que deu ainda origem a um padrão para as embalagens. Aqui o objectivo era acima de tudo divertirmo-nos e experimentarmos coisas e saí de lá feliz porque acho que cumpri as duas coisas. Como se conheceram marcas, designers e se praticou muito o saber fazer (cada ideia tinha de facto de ser executada com os materiais que nos eram disponibilizados) vim de lá com a certeza de que o público interessado nestes workshops pode ser muito variado.

Quem quer seguir um percurso universitário ligado às áreas criativas tem aqui uma porta aberta para conhecer mais de perto pessoas e técnicas que fazem parte deste mundo. Talvez seja um óptimo reforço para validar aquele caminho que já imaginamos ser o nosso.

Quem já está nesse percurso académico tem o empurrão certo, antes mesmo de começarem as aulas, e a oportunidade de conhecer de perto mais colegas que fazem coisas interessantes e que nos abrem sempre a cabeça para coisas novas.

Para quem já está na área a trabalhar, como é o meu caso, foi um abanão! Lembrou-me do quanto gostei de fazer o meu curso e da sorte que tive com professores e colegas. Fez-me repensar mais uma série de coisas também, até porque este ano faço 10 de trabalho e é assim um número redondo que merece reflexão para perceber onde quero ir parar nos próximos 10.

Estes dias são também um mimo para pessoas que adoram sujar as mãos! Este tipo de experiências são importantes para todos nós, pessoas que trabalham na área criativa e as que trabalham noutras como contabilidade ou enfermagem! Somos todos seres criativos, acredito profundamente nisso, o que acontece é que ao crescermos vamos deixando muita coisa para trás e depois dizem-nos que o mundo se divide em dois tipos de pessoas, as criativas e todas as outras. Uma grande mentira! 🙂

Bem, depois disto posso só dizer-vos que o trabalho da Portuguese Makers deve ser seguido, assim ficarão a par de mais eventos deste género e, por favor, façam. Se têm aí algum bichinho dêem-lhe ouvidos e MÃOS para ele poder fazer imensas coisas! Tirem também este bicho das redes sociais e façam-no viver a sério. Passamos montes de horas em frente ao monitor e, mesmo que seja a aprender coisas, não há nada como irmos com os nossos próprios pés ver e conhecer pessoas.

Por fim, tenho mesmo de dizer-vos que a equipa foi cinco estrelas. Estão sempre ali para vos ajudar, são muito, muito simpáticos e têm de ser sem dúvida super organizados porque nada nos faltou e estava tudo muito bonito. Estão de parabéns e espero mesmo que voltem ao Porto mais vezes porque são coisas assim que nos fazem falta a todos.

Aqui têm a página da Portuguese Makers onde têm acesso às redes e onde podem saber mais sobre eles.
Vejam por lá também as fotos porque eu, que fui sem o meu rico sócio, não tive oportunidade para trabalhar e fotografar muito. No entanto, até um fotógrafo de mão cheia eles tinham por isso vão poder ver muita coisa sobre o que lá se passou! 🙂

Leave a comment

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.